Comunidade

Lance Notícias | 23/08/2022 15:15

23/08/2022 15:15

26030 visualizações

Cantora, compositora e musicista: conheça a história de Amanda Gabriela

Amanda sempre foi muito incentivada pelos pais na música e desde que tinha seus três anos. Sua primeira música cantada foi nesta época, quando na televisão, passava a novela “alma gêmea”, que Amanda amava ou vir e cantar. Amanda é natural do Rio Grande do Sul e seu pai sempre foi acordeonista e cantor. Incentivada […]

Cantora, compositora e musicista: conheça a história de Amanda Gabriela

Amanda sempre foi muito incentivada pelos pais na música e desde que tinha seus três anos. Sua primeira música cantada foi nesta época, quando na televisão, passava a novela “alma gêmea”, que Amanda amava ou vir e cantar.

Amanda é natural do Rio Grande do Sul e seu pai sempre foi acordeonista e cantor. Incentivada pelos pais, Amanda começou a tomar gosto pela música assim, ouvindo e reproduzindo seu pai que sempre gostou de música tradicionalistas gaúchas.

Aos oito anos, a família de Amanda se mudou para Xaxim e a menina tímida pediu de presente aos pais um violão, porém, não a aceitavam na rede pública de ensino por ser muito nova. A alternativa, foi recorrer ao vizinho da época que tocava violão, para ensinar Amanda a se aperfeiçoar. Em um ano, Amanda já sabia tocar tudo e o vizinho professor a dispensou das aulas.

Depois disso Amanda se interessou também pelo acordeom de seu pai e deu início ao curso de acordeom na Casa da Cultura de Xaxim. Foram quatro anos de acordeom e de teoria musical. Nesse período, Amanda também aprendeu a tocar Ukulele, contrabaixo e bateria.

Amanda e o pai foram convidados para fazer parte de um grupo musical gaúcho, mas depois de um tempo resolveram sair e montar seu próprio grupo chamado Geração Fandangueira, que faz festas, bailes e eventos até hoje.

Já tocando com seu pai há anos, e escrevendo suas próprias músicas, no ano de 2020 o pai de Amanda a incentivou para gavar uma de suas composições e ela aceitou. “Você não merece” é o nome da música gravada e dela também fora feito um clipe e toda uma produção.

— Bateu 22 mil visualização no YouTube e dali eu fui crescendo. Comecei a tocar em barzinhos aqui em Xaxim, eventos aniversários, mas agora com o ritmo sertanejo universitário. Então eu toco sozinha e também continuo na banda com meu pai— comenta.

No ano de 2021 Amanda gravou sua segunda música no ritmo reggaeton chamada “Hoje o meu amor sou eu” que também teve produção e videoclipe.

— Agora eu faço acústicos e shows na região também, só que agora em dupla “Amanda e Vinícius”, fazendo eventos— conta.
Como professora, Amanda começou atuando na Sonora Music, depois na Comunidade Brasil, mas precisou sair dos dois espaços, uma das escolas fechou e a outra não foi possível Amanda continuar.

Parando de dar aulas nas escolas, os alunos de Amanda a procuraram para que ela continuasse a dar suas aulas, agora de forma particular.

— Eu aceitei essa ideia e atualmente atendo 21 alunos que vem até minha casa semanalmente. E neste ano de 2022 também iniciei meu trabalho na escola de música “Som e Tom” na cidade de Chapecó, onde tenho muitos alunos e os atendo no fim de semana— fala.

Amanda sempre quis passar todo o conhecimento musical que tem para outros e ao receber seu primeiro convite para ensinar, diz que aprendeu muito.

— Todos os dias eu aprendo muito. Dou aulas de ukulele, contrabaixo, bateria, acordeom, canto, violão, guitarra e tento passar o máximo possível de uma forma simples e correta para que aprendam todos os dias algo novo— finaliza.

Deixe seu comentário