Polícia

Maicon Fiuza | 16/09/2022 09:55

16/09/2022 09:55

9079 visualizações

Investigada pelo crime de roubo circunstanciado é presa na tarde desta quinta-feira (15) em Chapecó

A Polícia Civil informa que, na tarde da última quinta-feira (15), uma mulher que é investigada da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó – DRF/Fron foi presa preventivamente pela prática de um roubo circunstanciado pelo concurso de agentes e emprego de arma branca ocorrido no dia 27/7/2022 neste município de […]

Investigada pelo crime de roubo circunstanciado é presa na tarde desta quinta-feira (15) em Chapecó

A Polícia Civil informa que, na tarde da última quinta-feira (15), uma mulher que é investigada da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó – DRF/Fron foi presa preventivamente pela prática de um roubo circunstanciado pelo concurso de agentes e emprego de arma branca ocorrido no dia 27/7/2022 neste município de Chapecó.

Entenda o caso:

No dia 27/7/2022, por volta da 07h05min., na rua Corruíra, bairro Efapi, neste município e comarca de Chapecó/SC, ocorreu, em tese, um roubo circunstanciado pelo concurso de agentes e emprego de arma de branca, tendo a vítima noticiado que estava indo para o trabalho pela rua Corruíra sentido bairro Centro quando foi abordada por um masculino trajando roupa escura com capuz, de aproximadamente 1.75 em posse de um facão lhe rendeu e exigiu que entregasse seus pertences. Que então o masculino subtraiu seu Smartphone Motorola G30 Roxo com capa preta e também seus cartões de débito/crédito, esse masculino estava na companhia de uma feminina.

Assim que chegou ao conhecimento da autoridade policial foi determinado que se empreendessem diligências no sentido de apontar a autoria dos fatos, bem como recuperar os objetos subtraídos.

A vítima foi ouvida na Delegacia e após trabalho de campo, logrou-se êxito em identificar o casal que praticou o crime.

No dia seguinte o casal foi preso em flagrante pela prática de outro roubo, sendo que o masculino teve sua prisão em flagrante convertida em prisão preventiva e a feminina foi posta em liberdade provisória.

Após as investigações e com a autoria do casal definida a autoridade policial representou pela prisão preventiva de ambos, tendo o Ministério Público se manifestado favorável. Em seguida o Poder Judiciário decretou a prisão preventiva do casal.

Nesta tarde de quinta-feira (15/09/2022) foi dado cumprimento ao mandado de prisão, sendo que a mulher de 34 anos foi presa e levada ao estabelecimento prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

O inquérito policial será concluído dentro do prazo legal e encaminhado ao Poder Judiciário.

Deixe seu comentário