Culinária

Lance Notícias | 26/09/2022 16:00

26/09/2022 16:00

26571 visualizações

Jovem de Xaxim tira sonho do papel e se dedica a produção de bolos no pote

Ela aprendeu a cozinhar aos oito anos e há dois resolveu demonstrar carinho com a produção de bolos no pote. Essa é a história da jovem de Xaxim, Thamiris Ciriaco, de 27 anos. Além de trabalhar com a produção de bolos no pote nas horas vagas, ela também é vendedora em uma loja da cidade. […]

Jovem de Xaxim tira sonho do papel e se dedica a produção de bolos no pote

Ela aprendeu a cozinhar aos oito anos e há dois resolveu demonstrar carinho com a produção de bolos no pote. Essa é a história da jovem de Xaxim, Thamiris Ciriaco, de 27 anos.

Além de trabalhar com a produção de bolos no pote nas horas vagas, ela também é vendedora em uma loja da cidade.

Thamires conta que aprendeu a cozinhar com a mãe e que desde pequena ajudava nas refeições da casa, já que os horários eram sempre apertados e a família trabalhava fora.

— Eu aprendi a cozinhar aos oito anos, minha mãe me ensinou a fazer o básico para eu ajudar nas refeições pois os horários em casa eram sempre apertados e ela e meu padrasto trabalhavam fora, e era a tarefa de casa que eu mais gostava, não sentia como uma obrigação — conta.

Thamires diz que a cozinha já fazia parte do seu lazer, ainda criança aprendeu a fazer bolos.

— Nós morávamos em uma fazenda no Mato Grosso, então tudo que a gente queria de diferente na cozinha tinha que aprender a fazer, pois a fazenda era muito longe da cidade e não dava para ficar indo comprar coisas de supermercado ou padaria todo dia, então cresci fazendo bolo para o café da manhã e lanche da tarde — fala.

Há dois anos ela sentiu o desejo de fazer bolo de pote pra vender, mas o medo a impedia, ela fala que sempre tinha uma desculpa para si mesma e não tirava o desejo do papel.

— Eu sempre tinha uma desculpa para mim mesma para não começar, e aí a pouco mais de um mês consegui dar o pontapé inicial, o motivo? Além desse desejo que já morava no meu coração há dois anos, eu também tinha um grande sonho, que era uma cozinha planejada tipo as cozinhas que a gente vê na televisão sabe? e esse sonho saiu do papel, está em fase de finalização já, e isso me encorajou a começar vender os bolos pois eu precisava de uma renda extra para realizar meu sonho — compartilha.

Thamires hoje se dedica a produção dos bolos, ela diz que é uma forma de manter uma renda extra e também de demonstrar carinho aos próximos.

— Fazer bolo para mim é uma maneira de demonstrar carinho ao próximo através de cada potinho — finaliza.

Deixe seu comentário