Comunidade

Lance Notícias | 27/07/2022 18:20

27/07/2022 18:20

20493 visualizações

Moradora de Xaxim conquista o 1º lugar de sua categoria em competição de corrida de rua

Neste último domingo (24), dentro das programações da 22ª Festa Catarinense do Chimarrão, o município de Ponte Serrada sediou a 5ª Etapa do Circuito do Contestado de Corrida de Rua, com 209 atletas inscritos de 20 municípios da região. O Circuito do Contestado conta com sete etapas, sendo realizadas em municípios diferente: Chapecó que sediou […]

Moradora de Xaxim conquista o 1º lugar de sua categoria em competição de corrida de rua

Neste último domingo (24), dentro das programações da 22ª Festa Catarinense do Chimarrão, o município de Ponte Serrada sediou a 5ª Etapa do Circuito do Contestado de Corrida de Rua, com 209 atletas inscritos de 20 municípios da região.

O Circuito do Contestado conta com sete etapas, sendo realizadas em municípios diferente: Chapecó que sediou a primeira etapa seguido de Vargeão, São Domingos, Ipumirim e Ponte Serrada onde foi realizada a 5ª etapa. As próximas cidades a sediar a corrida serão Irani com a sexta e por fim, Xaxim na sétima e última fase.
Idete Pagani, moradora de Xaxim, que participou de todas as etapas, ficou em 1° lugar na categoria 40-45 anos e entre as 10 primeiras no geral, liderando a sua categoria.

Cada prova dependendo da colocação é uma pontuação que no final serão somados e os três primeiros de cada categoria, justamente com os cinco primeiros no geral terão premiação em dinheiro.

— A corrida de rua está cada vez mais ganhando novos adeptos a maioria por qualidade de vida, saúde e outros para competir mesmo, cada um com seus objetivos — diz Idete.

Ela conta como foi começar a correr, dizendo que no início não é fácil para ninguém, ainda mais para ela que carrega consigo seis pinos e uma placa na região da canela, osso da tíbia e da fíbula, isso por conta de uma fratura durante uma partida de futsal há anos atrás.

Até o ano de 2005 o futsal ainda era o esporte preferido da xaxinense, mas após a cirurgia deixou de ser. Quando pôde voltar a fazer atividades físicas, Idete conheceu a corrida de rua.

Foi somente a partir de 2017 que ela começou a participar de provas, isso tudo a convite do amigo Marcio Casagrande que é responsável pelo grupo Turus Runners no qual até hoje faz parte.

Idete superou suas limitações, suas dores e decidiu, literalmente, correr em busca de uma qualidade de vida melhor e por isso nos deixa um recado:

— No início apesar de sempre ter um bom desempenho a dor era inevitável a perna inchava doía muito, mas eu nunca desisti. A primeira prova foi de 3 km e fiquei em 1° no geral feminino, depois foram inúmeras provas de 5 km, 10 km, 21 km, Ultramaratona de 12 e 24 horas entre outras, difícil não pegar pódio. Mas o meu principal objetivo em relação a corrida de rua é a saúde que ela nos proporciona, atividades ao ar livre associada a uma alimentação saudável, vale muito mais do que qualquer coisa, troféus e medalhas são só consequências— finaliza.

Deixe seu comentário