Polícia

Lance Notícias | 15/09/2022 08:24

15/09/2022 08:24

9016 visualizações

Mulher é indiciada por crimes de extorsão, injúria e divulgação de cenas de sexo

Mulher é indiciada por crimes de extorsão, injúria e divulgação de cenas de sexo

A DIC de Chapecó concluiu inquérito policial que identificou a prática de crimes de extorsão, injúria, difamação e divulgação de cenas de sexo por parte de uma moradora de Chapecó, de 49 anos.

No final de agosto de 2022, um homem de 55 anos, também morador de Chapecó, procurou a Polícia Civil relatando estar sofrendo ameaças de sua então amante, a qual estaria exigindo dinheiro para não divulgar fotos e vídeos íntimos dos encontros de ambos. Segundo a vítima, após não receber o valor exigido, a mulher teria divulgado, a familiares do homem, fotos e vídeos dos encontros íntimos, proferindo diversas ofensas contra ele.

Nos dias seguintes, a Polícia Civil empreendeu diligências para identificar e localizar a mulher e para obter todas as provas do caso, tendo ouvido testemunhas e colhido as mensagens trocadas, os vídeos e as fotos íntimas.

Interrogada, a mulher confirmou o relacionamento com o homem e admitiu que, no mês de agosto passado, passou a exigir o pagamento de dinheiro sob ameaças de divulgar o conteúdo dos encontros íntimos. Em seguida, enviou as fotos e vídeos a familiares do homem, além de proferir ofensas em redes sociais dirigidas a ele. Justificou seus atos em razão de o homem, segundo ela, não lhe dar a atenção devida, por vezes a maltratando.

A mulher foi indiciada e deverá responder por crimes contra a honra, extorsão e divulgação de cenas de sexo. A pena mínima para esses crimes é de 6 anos de reclusão, além de multa.

O inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, para prosseguimento da persecução penal.

A Polícia Civil orienta para que as vítimas de tais crimes, assim que forem ameaçadas e/ou coagidas a realizar pagamentos, procurem a delegacia mais próxima para obter as orientações necessárias.

O contato também pode se dar pelo telefone 181, WhatsApp/Telegram da Polícia Civil (48) 98844-0011 ou pela Delegacia Virtual: https://delegaciavirtual.sc.gov.br/. Quanto antes a polícia intervir no crime, menores são as chances de a vítima ter conteúdo íntimo exposto e prejuízo financeiro.

Deixe seu comentário