Arte

Lance Notícias | 30/08/2022 13:40

30/08/2022 13:40

14091 visualizações

ONG Salva lança Prêmio Alfonso Vogel de Cultura, em Xaxim

Na noite dessa segunda-feira (29), na Câmara de Vereadores de Xaxim, aconteceu a solenidade em comemoração aos dez anos da ONG Salva. O evento cheio de simplicidade e também de riquezas, teve por objetivo relembrar a trajetória da ONG e seus projetos e também lançar o prêmio Alfonso Vogel de Cultura, com o intuito de […]

ONG Salva lança Prêmio Alfonso Vogel de Cultura, em Xaxim

Na noite dessa segunda-feira (29), na Câmara de Vereadores de Xaxim, aconteceu a solenidade em comemoração aos dez anos da ONG Salva. O evento cheio de simplicidade e também de riquezas, teve por objetivo relembrar a trajetória da ONG e seus projetos e também lançar o prêmio Alfonso Vogel de Cultura, com o intuito de valorizar os artistas locais.

Na oportunidade, foi aberto edital para inscrições das obras que são classificadas nas seguintes categorias: música, dança, pintura, escultura, teatro, literatura, cinema, fotografia, história em quadrinhos e arte digital e jogos eletrônicos.

Daniela Silva, xaxinense de berço e que atua como gestora e produtora cultural dando consultoria e trabalhando na elaboração e gestão executiva de projetos, agradeceu a oportunidade de estar no evento para relembrar a história do homem que tanto fez pela cultura em Xaxim, Frei Alfonso Vicente Vogel. Daniela, começou a escrever um livro sobre a vida e trajetória do Frei, ainda quando o mesmo estava vivo. E em tribuna disse como se sentia emocionada em falar sobre o assunto, pela primeira vez, depois do falecimento do mesmo. Muitas vezes, enquanto discursava, Daniela precisou respirar fundo para prosseguir.

—Eu acho que não tenho nem palavras para dizer o quanto é significativo para o município de Xaxim e para os artistas de Xaxim. Como eu sou xaxinense que também sou fruto dessas influências de um pioneiro de ensino da arte e da cultura. Então eu acho que esse prêmio tem muito significado importantíssimo de reconhecimento e eu fico muito agradecida pelo convite de poder passar um pouquinho desse outro projeto que que estava sendo escrito junto com Frei que é um projeto que ele surgiu na minha pós-graduação e eu comecei a pensar sobre o que escrever, Naquela época, a gente estava fazendo todo aquele acompanhamento com freio mais íntimo e eu mais próxima dele costumava dizer que o que nos uniu era muito forte, que era paixão pela arte e a cultura e que era um elo muito forte— comenta.

Daniela diz que o projeto do livro está em um processo de maturação, porque um livro que conta sobre a grandeza de quem foi Alfonso Vogel, merece cuidado e que ONG Salva, não poderia ter escolhido nome melhor para o prêmio.

— É um projeto bem audacioso que nós estávamos escrevendo juntos então agora é um processo mais solitário. Esse prêmio ele diz respeito a isso também, é reativar essas heranças culturais do Frei esses projetos que ele esteve a frente, essa semente que ele plantou e a Ong Salva foi muito feliz em ter escolhido ele como patrono, ela só ganha com isso e é muito significativo e eu sou muito grata— finaliza.

Tiago Gheno, popular “Xenna”, presidente da ONG, comentou que quando surgiu a ideia de criar o prêmio, foi unânime tocarem no nome do Frei Alfonso e desde àquela reunião, foram atrás de todos os trâmites legais para que se pudesse usar o nome no prêmio.

— Acredito que todos aqui, senão a grande maioria, já passaram pelas mãos mágicas desse ser incrível que foi o Frei Alfonso — diz usando a tribuna.

Todo ano, segundo Xenna, a ONG vai homenagear um professor e uma empresa que ensine e apoie a cultura.

— Hoje no lançamento do prêmio homenageamos a Giseli e nos próximos anos serão professores de educação artísticas, que sejam ligados a arte — diz.
No momento da entrega do prêmio, a primeira pessoa a receber foi Giseli Linhares, aluna de Frei Alfonso e que há 27 anos está à frente da Associação Coral Arautos do Grande Rei, coral este, que Frei Alfonso fundou em 1972 e que neste ano de 2022, completará 50 anos.

Emocionada, Giseli agradece a honra de ser a primeira a receber o prêmio, carinhosamente chamado de “Afonsinho”.

— Emoção e felicidade são os sentimentos que resumem a noite de hoje. Ter recebido o 1º prêmio Alfonso Vogel de Cultura é recompensador para mim que estive por 27 anos ao lado desse mestre e ser humano exemplar. Frei Afonso foi meu primeiro professor de música, meu segundo pai. Minha inspiração e referência. Poucas pessoas tiveram o privilégio de ter uma pessoa assim do lado. Estar à frente do coral hoje é algo que tenho como uma missão de vida. Dedico esse prêmio a todos os meus alunos e pessoas que passaram por esse coral e agradeço a ONG alva por esse reconhecimento — finaliza emocionada.

Tiago também diz que além dos professores, uma empresa também será homenageada. Na noite do lançamento foi a vez da empresa Rafitec, que não só apoia a cultura no município, mas também patrocina, assim como, de igual forma, o esporte e vários programas sociais.

O segundo prêmio da noite foi entregue a Tuanny Pegoraro, representante, na ocasião, da empresa Rafitec Propex, patrocinadora e incentivadora da cultura no município. Por coincidência, Tuanny foi também aluna de Frei Alfonso e comenta sobre a premiação.

— A Rafitec Propex, e as empresas da Vaccaro Group, seguem com o propósito de fazer sua parte na busca por uma sociedade melhor. Desenvolvemos, de forma continuada, ações sociais com comunidades locais, e também onde possuímos nossas filiais no Brasil: projetos com as APAES, Lar dos Idosos, incentivo ao esporte, dentro muitos outros, e com a ONG Salva, que desenvolve um lindo projeto com crianças e jovens, incentivando a arte e a cultura, na busca o desenvolvimento das potencialidades humanas. Receber o troféu Prêmio Alfonso Vogel é uma honra para nós, e em especial para mim, por ter sido aluna deste grande e mestre e professor, Frei Alfonso Vogel, no Coral Arautos do Grande Rei, por mais de 10 anos— fala.

Para finalizar o evento, Beto Batistella, um dos primeiros alunos de Frei Alfonso, hoje cantor lírico profissional, discursou e apresentou “Granada”, música de fantasia espanhola escrita por Augustin Lara.

— Uma grande homenagem da ONG Salva ao religioso Frei Afonso Vogel, meu mestre e de tantos que foi fundador do Coral Arautos do Grande Rei de Xaxim-SC em 1972 ano que ingressei como menino cantor aos 5 anos de idade. Tive a honra de cantar no encerramento— finaliza.

Confira as fotos do evento:

Deixe seu comentário