Xaxim

Lance Notícias | 05/08/2022 17:29

05/08/2022 17:29

13085 visualizações

Urgente: vereadores pedem CPI sobre o estacionamento rotativo de Xaxim

A Câmara de Vereadores de Xaxim divulgou no fim da tarde desta sexta-feira (5) um vídeo em que alguns vereadores protocolam na Câmara de Vereadores um pedido para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para a verificação das inconformidades com relação a prestação de serviços pela empresa responsável pelo estacionamento rotativo no município. […]

Urgente: vereadores pedem CPI sobre o estacionamento rotativo de Xaxim

A Câmara de Vereadores de Xaxim divulgou no fim da tarde desta sexta-feira (5) um vídeo em que alguns vereadores protocolam na Câmara de Vereadores um pedido para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para a verificação das inconformidades com relação a prestação de serviços pela empresa responsável pelo estacionamento rotativo no município.

De acordo com o presidente da Câmara, Davi Provenzi Machado e os vereadores Ademir Weber, Rosemir Duz, José Mauro Assis e Matheus Dalla Riva se a empresa não estava repassando à prefeitura os valores que deveriam ter sido repassados, por que no último ano (2021) o contrato foi renovado?

— Se havia um prazo para que o Município recorresse da decisão judicial porque a atual Administração não recorreu? Se a tolerância de dez minutos não estava sendo concedida, por que a Prefeitura não cobrou da empresa uma explicação? E por que as multas de trânsito estavam sendo geradas por meio de relatórios feitos pela empresa e após lançadas por um funcionário da Prefeitura se isso é ilegal? — questiona o Legislativo.

O Legislativo de Xaxim questiona o motivo de a Prefeitura apenas ter tomado uma providência depois que uma solicitação de documentos e explicações foram solicitadas por alguns vereadores.
Em vídeo divulgado no fim desta tarde (05) os vereadores declaram que estarão encaminhando para a Prefeitura de Xaxim uma solicitação da CPI para verificar as inconformidades, já que a empresa devia para o Município e o contrato mesmo assim foi renovado o contrato após uma renegociação de dívida.

— Isso não existe em órgão público, renegociar a dívida para manter contrato, ou paga ou está fora. A Prefeitura renegociou a dívida e colocou que o trabalho da empresa no município estava satisfatório sendo que muitas eram as reclamações e descumprimentos — fala o presidente do Legislativo.

Deixe seu comentário