Rafaela Moretti | 06/11/2022 14:49

06/11/2022 14:49

24193 visualizações

A Terceira Ordem do Amor: o Equilíbrio entre o Dar e Receber

Bert Hellinger o criador das Constelações Familres diz que:  “Quando tomamos ou recebemos alguma coisa de alguém, sentimo-nos obrigados a compensá-lo de maneira correspondente. Somente depois que fazemos isso é que nos sentimos livres novamente”.

Ele nos explica que o primeiro beneficiário fica em débito com o segundo, mas  essa compensação se dá no bem e também  no mal. Por exemplo numa traição entre casais. O traído pode querer se vingar da mesma maneira, ou com algo mais grave, dessa maneira a compensação vai se agravando. Mas se o que sofreu a traição  vinga-se com amor, ou seja, restitui com algo menos ruim o casal pode se unir novamente e fluir com outro olhar para a relação.

De maneira geral em  todos os tipos de relações é necessário esse equilíbrio entre dar e receber. É preciso identificar quando estamos no papel de doadores ou somente tomadores, pois para que haja equilíbrio é preciso a contrapartida. Quando isso não acontece começam os conflitos, devido ao desequilíbrio entre as relações.

Somente na relação entre pais e filhos a compensação entre dar e receber é anulada. Os pais dão e os filhos recebem, para um dia poderem dar aos filhos que tiverem. Os filhos que querem inverter essa ordem estão fora do lugar, ou seja, querer cuidar dos pais na posição de pais dos pais.

Quer saber se você está fora do lugar? Podemos conversar sobre esse assunto. Eliete T. Gabiatti, Consteladora Sistêmica Familiar. Atendimento presencial e on line. Fone: 49- 9999965626. Xaxim/SC.

Deixe seu comentário