Variedades

Lance Notícias | 03/10/2022 11:52

03/10/2022 11:52

10804 visualizações

Ateliê Arte na Caixa: jovem deixa o emprego para empreender na produção de artesanatos, em Xaxim

A jovem Matiusa Stefanon Pozza Bazzi, é moradora do município de Xaxim e sempre apreciou trabalhos relacionados ao artesanato, ela decidiu largar o seu trabalho no comércio local para se dedicar exclusivamente na produção e transformação de peças em arte. – Comecei a fazer peças como caixas de joias, farmacinhas, porta chaves para mim e […]

Ateliê Arte na Caixa: jovem deixa o emprego para empreender na produção de artesanatos, em Xaxim

A jovem Matiusa Stefanon Pozza Bazzi, é moradora do município de Xaxim e sempre apreciou trabalhos relacionados ao artesanato, ela decidiu largar o seu trabalho no comércio local para se dedicar exclusivamente na produção e transformação de peças em arte.

– Comecei a fazer peças como caixas de joias, farmacinhas, porta chaves para mim e postava nas redes sociais, foi então que as pessoas começaram a se interessar e logo iniciaram as primeiras encomendas. Fiquei um ano trabalhando em comércio e produzindo minhas peças nas horas vagas, depois de um ano no ramo do artesanato consegui me desligar do trabalho e viver só disso – disse.

O artesanato em MDF é um dos mais utilizados atualmente, o qual exige habilidade e conhecimento para transformar simples peças em arte. A jovem conta que foi necessário diversos cursos e especializações para aprender as técnicas e variações na área do artesanato, as quais impulsionaram a sua carreira e o seu trabalho.

–  Além das caixas, me aprofundei em lembrancinhas de maternidade, formatura, casamento e sempre com planos e sonhos para alcançar os meus objetivos, um deles era minha máquina a laser para produzir tudo o que for em MDF. Após cinco anos consegui minha máquina com a ajuda da minha mãe, que desde o início sempre me apoiou – relata.

Atualmente, Matiusa possui o seu próprio ateliê, onde são produzidos e comercializados peças prontas e peças para decorar, com o objetivo de atender à necessidade dos dois públicos. A ideia surgiu devido a dificuldade de encontrar materiais utilizados para artesanato.

– Minha maior dificuldade sempre foi encontrar os itens para artesanato, eu gosto de ver e pegar para saber se é de qualidade boa, então eu sempre dizia que queria ter um ateliê, que outras artesãs encontrem o que precisam. Foi um sonho que se tornou realidade, por isso nunca devemos desistir do que nos faz feliz. Tudo o que fizemos certo, é impossível dar errado – finalizou.

Para conhecer mais o trabalho de Matiusa acesse a rede social @atelie_arte_na_caixa.

Deixe seu comentário