Sem categoria

Lance Notícias | 12/08/2022 10:51

12/08/2022 10:51

12407 visualizações

Feitio Ateliê: mãe e filha empreendem no ramo do artesanato

Um negócio de mãe e filha. No ano de 2014 a xaxinense Tayse Covatti e sua mãe resolveram inovar na vida. Tayse conta que a mãe fez um curso de patchwork e elas possuíam em casa muitas toalhas de prato bordadas, Tayse viu ali uma oportunidade. — Eu comecei a vender as toalhas na escola […]

Feitio Ateliê: mãe e filha empreendem no ramo do artesanato

Um negócio de mãe e filha. No ano de 2014 a xaxinense Tayse Covatti e sua mãe resolveram inovar na vida. Tayse conta que a mãe fez um curso de patchwork e elas possuíam em casa muitas toalhas de prato bordadas, Tayse viu ali uma oportunidade.

— Eu comecei a vender as toalhas na escola onde eu trabalhava. No próximo ano passei por um problema de saúde e depois de estar bem pensei comigo “poxa porque não voltar a fazer?!” E fiz a proposta para a minha mãe e ela aceitou — conta.

Tayse diz que sua habilidade mesmo é com a máquina de costura e desenhar os modelos para a montagem.

— Combinei com a mãe, eu monto, vendo e faço as publicações na rede social e ela fica responsável de bordar e fazer o crochê e tricô. E assim começamos a nossa página no Instagram e Facebook — comenta.

No início Tayse tentou trabalhar também com canecas ilustradas, mas foi algo que não rendeu. Segundo ela o que deu certo mesmo foram os bordados em parceria com a mãe. Tayse conta que com a chegada da pandemia ela começou também a produzir peças em biscuit.

— Durante a pandemia paramos um pouco com os bordados e comecei a fazer os biscuits como forma de terapia, postamos nas redes sociais e começamos a venda dos biscuits. Com o tempo foram surgindo novos modelos, eu fui assistindo vídeos na internet e melhorando cada vez mais o jeito de fazer e os detalhes mais elaborados — fala.

Atualmente Tayse trabalha como professora de arte na rede municipal de Xaxim, e a mãe após trabalhar muito tempo como vendedora hoje é do lar. Elas contam que por muito tempo faziam os trabalhos aos finais de semana e a noite. Hoje já é mais fácil conciliar as funções.

Quando indagada sobre a inspiração para empreender na área de bordados e biscuits Tayse fala que veio da infância quando observava a mãe bordar. Ela conta que gostava muito de fazer roupas para as bonecas.

— Acredito que a inspiração vem da infância quando via minha mãe fazer os bordados, crochês e eu fazia as roupas para as bonecas. A inspiração está mesmo no valor afetivo, os artesanatos são resultado de um trabalho coletivo — finaliza.

Para conhecer mais sobre o trabalho de mãe e filha visite a rede social @feitioatelie.

Deixe seu comentário