Justiça

Lance Notícias | 30/06/2022 14:46

30/06/2022 14:46

7517 visualizações

Juíza apresenta campanha ‘Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica’ em Xaxim

Um sinal simples, mas que pode salvar a vida de uma mulher. Esse é o propósito da campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”, que visa deixar em alerta colaboradores de farmácias e comércio em geral para as devidas providências caso uma mulher mostre um X vermelho na palma da mão ou em um papel. […]

Juíza apresenta campanha ‘Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica’ em Xaxim

Um sinal simples, mas que pode salvar a vida de uma mulher. Esse é o propósito da campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”, que visa deixar em alerta colaboradores de farmácias e comércio em geral para as devidas providências caso uma mulher mostre um X vermelho na palma da mão ou em um papel. O assunto foi abordado pela juíza da 1ª Vara da comarca de Xaxim, Marciana Fabris, na reunião do Conselho Municipal de Direitos da Mulher de Xaxim (CMDM). O encontro aconteceu na última segunda-feira (27/6).

A magistrada apresentou a campanha como uma forma de socorro silencioso às mulheres vítimas de violência, inclusive durante a pandemia.

— A violência doméstica costuma apresentar um padrão cíclico. E alguns atos, que são considerados violentos, ocorrem de forma silenciosa, sem deixar marcas aparentes no corpo físico, mas que atingem a autoestima e a saúde mental das mulheres por meio da humilhação, isolamento social, insultos, ameaças, controle excessivo de comportamentos e atitudes—, explicou Marciana.

O CMDM é o órgão permanente, paritário, deliberativo, consultivo e fiscalizador da política de defesa dos direitos da mulher e é composto de representantes governamentais e da sociedade civil. Por isso a importância de estarem preparados para atuar caso se deparem com tal situação.

— O sinal X, feito com batom ou caneta vermelha na palma da mão ou no papel, permite que estabelecimentos farmacêuticos, empresas e outros reconheçam que a mulher foi vítima de violência doméstica e está pedindo ajuda. Assim, com informação do nome e endereço, acionam a polícia militar para as providências—.

A ação de orientação em parceria com o CMDM visa aproximar o Poder Judiciário, através da comarca de Xaxim, com a sociedade civil, atuando na prevenção e fortalecendo a rede de proteção à mulher vítima de violência. Na ocasião, profissionais do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (CEACA) apresentaram uma peça de teatro sobre o tema da violência doméstica. A campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica” é uma iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros, com engajamento do Conselho Nacional de Justiça e outras entidades. Em Santa Catarina, diversas redes de farmácia aderiram com apoio do Tribunal de Justiça.

Deixe seu comentário