Maicon Fiuza | 26/11/2022 16:50

26/11/2022 16:50

8778 visualizações

Diário da Pandemia – 982º dia:

Depois de alguma espera e expectativa, finalmente o Brasil estreou na Copa e com uma boa vitória diante da Sérvia (2 x 0)! Neste fim de semana, o torneio continua, com partidas “eletrizantes” envolvendo diversas seleções! Por falar nisso, você está acompanhando os jogos? Eu, na medida do possível, sim, conciliando com o trabalho (lecionar Língua Portuguesa), a visita aos admiráveis parceiros do site Diário da Pandemia (Arno Multimarcas, F2 Centro Automotivo e Lavanderia Universo) e os necessários (e fundamentais!) treinos na academia!

Efetivamente, o futebol motiva paixões entre todos que gostam desse esporte! Claro que, na minha e na sua opinião, algumas regras poderiam ser revistas e modificadas. Entre elas, afirmo que “sou favorável à parada do cronômetro”, nosso especial tema do texto de número 690 do Diário da Pandemia!

Em algumas modalidades esportivas (como é o caso do basquete e do futebol de salão) ocorre a parada da contagem do tempo (do cronômetro) a partir do momento em que acontece algum fato diferente: como faltas, bola fora de campo (em lateral ou escanteio), jogador lesionado, entre outras situações.

Pois, nesta Copa, a Fifa resolveu, ao invés de parar o cronômetro, acrescer um tempo extra ao final de cada tempo do jogo. Assim, algumas partidas chegaram a ter até 15 minutos de prorrogação. Justo, já que algumas equipes costumam utilizar expedientes antidesportivos para “frear” o jogo, como é o caso da famosa “cera do goleiro”. E isso até acaba contemplando o meu “pedido” de parada do cronômetro.

Infelizmente, porém, não podemos parar o cronômetro em nossa vida… Caso fosse possível, certamente a maioria das pessoas iria pará-lo justamente em momentos felizes, para que eles fossem “eternos”, evitando a velhice e a consequente chegada da morte…

Você seria favorável à parada do cronômetro da vida?

Nessa “batida”, vem a sugestão de leitura de hoje: “200 melhores alimentos naturais para uma vida saudável” (Charlotte Haig, Anne McIntyre e Sarah Merson). Compilando um acervo de doenças muito conhecidas, as autoras apresentam alimentos e receitas que oferecem soluções eficazes para males comuns, como enxaquecas e alergias, além da depressão e do colesterol alterado.

Bom final de semana!

Deixe seu comentário