Câmara de Vereadores

Lance Notícias | 27/07/2022 18:03

27/07/2022 18:03

7528 visualizações

Em tribuna, vereador fala sobre guarda na praça, Lei Lucas e instalação de detectores de metal em escolas

Na sessão ordinária desta terça-feira (26) o vereador Rosemir Duz utilizou a tribuna para abordar indicações feitas e que ainda não foram atendidas pelo Executivo Municipal. Entre os pedidos, o parlamentar citou a necessidade de que seja colocado um guarda na praça Frei Bruno. Conforme Duz, no local já aconteceram assaltos, venda de drogas, além […]

Em tribuna, vereador fala sobre guarda na praça, Lei Lucas e instalação de detectores de metal em escolas

Na sessão ordinária desta terça-feira (26) o vereador Rosemir Duz utilizou a tribuna para abordar indicações feitas e que ainda não foram atendidas pelo Executivo Municipal. Entre os pedidos, o parlamentar citou a necessidade de que seja colocado um guarda na praça Frei Bruno. Conforme Duz, no local já aconteceram assaltos, venda de drogas, além de gestos obscenos de alcoólatras que perturbam e afastam a presença de famílias.

Também falou sobre a Lei Lucas, que é um curso especializado de primeiros socorros para profissionais que trabalham em estabelecimentos de ensino. Citou o convite ao capitão dos Bombeiros, Rangel Kehl, que esteve presente na Câmara para falar da importância da obtenção do conhecimento por parte de quem trabalha nas instituições de ensino, contextualizou sobre a tragédia que originou a lei e reforçou a importância de oferta desse curso.

— Peço que a prefeitura analise com carinho. As pessoas que tiverem esse curso não vão ser atuantes só nas creches ou colégios. Eles podem ser atuantes e salvar vidas em uma festa de comunidade, em um aniversário de amigos, e outros eventos — apontou.

Sobre os detectores de metais, Duz discorreu sobre a chacina de Saudades e outras ocorrências em escolas de Criciúma e de Faxinal dos Guedes para justificar que a instalação dos dispositivos nas escolas municipais pode proteger a comunidade escolar de tragédias.

— Minha ideia é colocar uma porta com laterais. Quem passar nessa porta o aparelho vai acusar se tiver metal, arma ou alguma coisa. As vezes penso que nossas economias, nossos bens estão lá no banco. Com guardas, fechada a sete chaves, com portas blindadas. Mas nossa riqueza maior são nossos filhos, nossos netos — finalizou.

 

Deixe seu comentário